Velamar22
Velamar22
Principal
Notícias
Fórum
Fotos
Vídeos
Classificados e Tripulantes
Contato
Procurar
A Classe
Estatuto
Administração
Circulares
Atas
História da Praiana
Desenhos V22
Flotilha Rio
Flotilha Brasília
Regatas
Calendário
Av/Inst Regatas
Resultados
Ranking
Regulamento
Arquivo 2016
Arquivo 2015
Arquivo 2014
Arquivo 2013
Arquivo 2012
Arquivo 2011
Arquivo 2010
Arquivo 2009
Arquivo 2008
Arquivo 2007
RSS Velamar22
spacer
Regata Almirante Tamandaré PDF Imprimir E-mail
Por Ricardo Timotheo   
13 de dezembro de 2012

Foto: Fred Hoffmann


Com cinco barcos na raia, mais uma vez a classe Velamar 22 teve maior número de barcos entre os monotipos de quilha.

Dada a partida com vento sul em frente ao CNC, rumamos em direção à Ilha dos Cardos, para montar a boia nas proximidades do MAC. Rapidamente Baruk, Picareta, Smooth, Focus e Rocas estavam com seus balões no top, e o Baruk já disparando na ponta. Vinham Baruk e Smooth mais próximos do morro do Morcego e os demais, mais à sota-vento. Para não entrarmos na sombra do morro fizemos um jibe, o que nos manteve junto à flotilha, mantendo a segunda posição.

Após a montagem da boia, já no canal, rumando para o Parcel das Feiticeiras que seria montado por BB, conseguimos nos aproximar bastante do Baruk, quase chegando a emparelhar, mas sempre à sota-vento, de modo que para passar, somente “jibeando” para Nikit, ou orçando desesperadoramente para “brigar”, o que não estava no nosso programa, visto que velejámos com nossas filhas como tripulantes. Por mais aguerridas e competentes, como demonstraram durante toda a prova, nem Marcela e nem Marcele estavam suficientemente treinadas para encarar a tripula barukiana, formada pelo comandante Plínio “Pelicano”, Lula, Blackmann e Paulão!

Adotamos uma postura conservadora, tipo “cozinhar o galo”, até ele amaciar. E não é que deu?

Após a montagem do parcel o Baruk aumentou a vantagem, orça mais e sua tripula é de peso, literalmente! Entretanto não desistimos. Mexemos no ponto da genoa, folga, orça, arriba escora, capricha e fomos tenteando, até que após a passagem pela ilha da Boa Viagem, as marolas diminuíram, facilitando o trabalho. Era hora de fiacar atento à passagem pela sombra do morro do Morcego. E foi aí que a onça bebeu água!

Com muita sorte aproveitamos melhor as rajadas e numa sucessão feliz, conseguimos ganhar barlavento sobre nosso adversário, de tal forma que ao nos dirigirmos para a linha de chegada, ficaram guardados na esteira, sem possibilidade de recuperação.

Esta foi mais uma das ótimas velejadas de V22 (qual não foi desde que possuo esse adorável barquinho?) principalmente graças à tripulação 3M: Marcelo Gilaberte, Marcele e Marcela, o que facilita muito, pois você fala com um e os três respondem, ficando todos ligados. Foi ótimo!

A todos os companheiros da classe muito obrigado pela camaradagem e pela administração da nossa “confraria”.

Sábado que vem tem a regata Preben Schmidt – 100 anos do Aileen. Faço votos que o número de V22 no mínimo seja o dobro.

Bons ventos

< Anterior   Próximo >

 

 

Advertisement

 

Copyright 2000 - 2005 Miro International Pty Ltd. All rights reserved.
Mambo é um Software Livre liberado sob a licença GNU/GPL.
Tradução e Suporte MamboBrasil.org
spacer